A Nossa Constituição

O movimento escutista baseia-se em alguns princípios, nomeadamente:
– o dever para com os outros
– a participação no desenvolvimento da sociedade pelo reconhecimento e respeito pela dignidade do próximo e a integridade da natureza.

A Missão do Escutismo

É missão do escutismo contribuir para a educação dos jovens graças a um sistema de valores baseado na Promessa e na Lei do Escuta, bem como através da construção de um mundo melhor onde toda a gente, sem excepção, seja considerado e tenha um papel construtivo na sociedade. Esta missão é realizada:
– implicando-os durante os seus anos de formação, num processo de educação não formal;
– utilizando um método específico através do qual, cada indivíduo é o principal agente do seu desenvolvimento enquanto pessoa autónoma, solidária, responsável e empenhada;
– ajudando-os a elaborar um sistema de valores baseado nos princípios espirituais, sociais e pessoais especificados na Promessa e na Lei.

A Lei do Escuta exprime o que nós somos.
A Promessa Escutista exprime o nosso empenho.
A Missão do Escutismo exprime o que nós devemos fazer.

Tudo isto confirma que o Escutismo é um “agente de mudança” importante para as nossas sociedades, que se baseia num conjunto de valores e que se esforça por ajudar os jovens a tornarem-se adultos responsáveis nos seus enquadramentos sociais.

Lei e Promessa

A Lei e a Promessa constituem o ideário fundacional e fundamental do Escutismo, agregando e apresentando os valores por este preconizados em toda a fraternidade mundial.

Lei

1. A honra do Escuta inspira confiança.
2. O Escuta é leal.
3. O Escuta é útil e pratica diariamente uma boa acção.
4. O Escuta é amigo de todos e irmão de todos os outros Escutas.
5. O Escuta é delicado e respeitador.
6. O Escuta protege as plantas e os animais.
7. O Escuta é obediente.
8. O Escuta tem sempre boa disposição de espírito.
9. O Escuta é sóbrio, económico e respeitador do bem alheio.
10. O Escuta é puro nos pensamentos, nas palavras e nas acções.
 
 
O Corpo Nacional de Escutas definiu ainda três Princípios:
 
1. O Escuta orgulha-se da sua Fé e por ela orienta toda a sua vida.
2. O Escuta é filho de Portugal e bom cidadão.
3. O dever do Escuta começa em casa.
 

A Promessa

Todos os membros do Corpo Nacional de Escutas, à luz dos princípios enunciados, aderem voluntariamente à Associação, no compromisso com a Lei, base de toda a acção escutista, pela Promessa, concebidas pelo Fundador do Movimento Escutista, nos termos seguintes.

“Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:
– cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
– auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias;
– obedecer à Lei do Escuta.”

Lobitismo

No caso da Alcateia, existem as seguintes especificidades:

Lei

1. O Lobito escuta «Àquêlà».
2. O Lobito não se escuta a si próprio.
 

As Máximas

1. O Lobito pensa primeiro no seu semelhante.
2. O Lobito sabe ver e ouvir.
3. O Lobito é asseado.
4. O Lobito é verdadeiro.
5. O Lobito é alegre.
 

A Promessa

“Prometo, da melhor vontade:
– ser amigo de Jesus, amando os outros;
– respeitar a Lei da Alcateia;
– o- praticar diariamente uma boa-acção.”

O C.N.E. – Corpo Nacional de Escutas

O Corpo Nacional de Escutas (CNE) é a maior Organização de Juventude de Portugal

O CNE – Escutismo Católico Português é uma Instituição reconhecida de Utilidade Pública pelo Governo, conforme publicação no Diário de República nº 177, III série , de 3 de Agosto de 1983.

O CNE é uma associação de juventude sem fins lucrativos, não-política e não-governamental, destinada à formação integral de jovens, com base no método criado por Baden Powell e no voluntariado dos seus membros.

O CNE está implementado em cerca de 1.100 agrupamentos locais em todos os concelhos do território continental e regiões autónomas dos Açores e da Madeira, dispondo de uma rede de animação e coordenação territorial apoiada em meia centena de estruturas de núcleo e regionais, tendo como executivo nacional a Junta Central, que assegura a gestão e a implementação das políticas gerais e sectoriais do CNE.

O CNE é um movimento da Igreja Católica. Assim, está ciente das responsabilidades que lhe advêm desse facto, bem como daquelas que a Hierarquia e o restante Povo de Deus têm para com a Associação.

A Animação da Fé, característica do Escutismo do CNE, é feita naturalmente através do jogo escutista, vivido à luz de Jesus e do Evangelho, procurando contribuir para a formação humana e cristã dos seus associados, pelo testemunho da vida em comunhão eclesial.

O CNE é uma associação de educação não-formal, cuja finalidade é a educação integral de crianças e jovens de ambos os géneros, com base em voluntariado adulto, em conformidade com as finalidades, princípios e métodos concebidos pelo Fundador do Escutismo – Lord Baden-Powell of Gilwell – e vigentes na Organização Mundial do Movimento Escutista, e à luz do Evangelho de Jesus Cristo, segundo a doutrina da Igreja Católica Romana, que professa, assume e difunde.

O Programa Educativo do Corpo Nacional de Escutas é a totalidade daquilo que as crianças e os jovens fazem no Escutismo Católico Português [as actividades], como o fazem [o método] e a razão porque o fazem [a finalidade].